Revista Científica do Hospital Santa Izabel (RCHSI) é uma publicação oficial da Santa Casa de Misericórdia da Bahia, publicada trimestralmente, nos meses de Março, Junho, Setembro e Dezembro, em Português e trabalhos originais bilíngues (Inglês/Português). Esta publicação foi veiculada de 2014 a 2016, com o nome Revista de Saúde e ISSN: 2357-7903. No ano de 2017, o nome foi alterado para Revista Científica do Hospital Santa Izabel, com o novo ISSN 2526-5563, entretanto sem alterar sua estrutura, foco e objetivo.

 

A Revista Científica do Hospital Santa Izabel é conduzida para fins científicos, avanço e promulgação de conhecimentos relevantes para a medicina, áreas afins e saúde coletiva.

 

Até o momento todas as edições foram publicadas sem um único atraso e distribuídas gratuitamente entre os colaboradores, instituições acadêmicas, universidades e bibliotecas.

 

Durante esses anos de edição regular, seu propósito foi o de documentar a atividade científica que se processava no Hospital Santa Izabel (HSI) por intermédio de artigos de atualização, relato de casos clínicos, resumos de artigos de trabalhos produzidos no HSI e publicados em revistas indexadas, com comentários importantes, além de protocolos internos.

 

Vale frisar que a alta gestão, representada em sua essência máxima pelo Sr. Provedor, Roberto Albuquerque Sá Menezes, foi o apoio indispensável e decisivo para a iniciação da Revista há 5 anos e continua agora quando um salto qualitativo se impõe: a partir de 2019, já em seu primeiro número (Março), iniciamos o processo de crescimento nos propósitos e abrangência. Hoje, a RCHSI está buscando uma relação científica com vários outros órgãos ou veículos de comunicação, assim como o compromisso agora possível de publicação de trabalhos científicos originais, de produção no HSI ou em outras instituições.

 

Desta forma, a RCHSI é hoje uma revista científica peer review, com início de sua indexação nos mais variados diretórios, indexadores e repositórios de saúde, submissão online de artigos, obtenção de ISSN eletrônico e DOI, além da Língua Inglesa para os artigos originais, além dos que prescindem de abstract em seus textos. Com isto, evoluiremos para uma indexação qualificadora e que permitirá mais ampla conexão com o mundo científico afim.

 

Neste sentido, a Revista continuará com forte apoio dos envolvidos com as tarefas de ensino desenvolvidas no HSI, e passará a contar com a colaboração de editores de outras instituições, nacionais e internacionais.